Mundo & História
Pedra de Scone: artefato de 152 quilos viaja a caminho de Londres para a coroação do Rei Charles | Mundo & História
Crédito: Wikimedia

Pedra de Scone: artefato de 152 quilos viaja a Londres para a coroação do rei Charles III

Considerado um dos principais símbolos da coroação, bloco foi utilizado pela última vez em uma cerimônia do tipo em 1953, na coroação de Elizabeth II.

A Pedra de Scone, ou Pedra do Destino, iniciou na última quinta-feira (27) uma viagem da Escócia até a Abadia de Westminster, em Londres, Reino Unido, para estar presente na coroação do rei Charles III, prevista para o dia 6 de maio.

O artefato, considerado um dos principais símbolos da coroação, é também símbolo histórico da monarquia escocesa. Tanto que o Castelo de Edimburgo, na capital da Escócia, organizou uma cerimônia antes da partida do bloco, que é conhecido também como Pedra da Coroação, Pedra Fadada ou, ainda, Pedra de Jacó.

Detalhes marcantes e características da Pedra de Scone

Na parte superior da lendária pedra de arenito vermelho, existe um entalhe em forma de cruz, e um anel de ferro em cada extremidade para auxiliar o transporte.

O seu tamanho é de cerca de 66 centímetros de comprimento por 42,5 centímetros de largura por 27 centímetros de altura e o seu peso é de cerca de 152 quilos.

O ritual e algumas histórias por trás do artefato

No século XIV, o rei Edward I levou o bloco da Escócia como espólio de guerra. Para a atual coroação, a pedra viajará sob rígidas medidas de segurança e será colocada sob o trono do rei Edward I, usado nas cerimônias de coroação há mais de 700 anos.

O artefato chegou a ser roubado por um grupo de estudantes escoceses em 1950, mas retornou a Londres no ano seguinte. No entanto, foi simbolicamente devolvida à Escócia em 1996, mas com a condição de que poderia ser usada em futuras coroações inglesas.

Leia também: Projeto do Titanic é vendido por R$ 1,23 milhão no Reino Unido

A Pedra do Destino foi utilizada pela última vez em uma cerimônia do tipo em 1953, na coroação de Isabel II (Elizabeth II) no Reino Unido.

Segundo reza a lenda, a Pedra Fadada foi retirada da Terra Santa, passando por Egito, Sicília, Espanha e Irlanda, antes de chegar ao mosteiro escocês de Scone no século IX. Entretanto, de acordo com David Breeze, professor de História e Arqueologia da Universidade de Edimburgo, na Escócia, é muito provável que na verdade o bloco tenha procedência do reino escocês dos Pictos.

Com informações da AFP.

Mundo & História está no Instagram, WhatsApp, X, Facebook, Telegram e Google Notícias. Não deixe de nos acompanhar por lá!

Mario Cavalcanti

Jornalista pioneiro no campo da internet brasileira, Mario Cavalcanti começou a trabalhar com conteúdo online em 1996, tendo passado por portais de destaque como Cadê?, StarMedia Brasil, iBest, Globo.com e Click21. Gosta de assuntos como mistérios, criptozoologia, expedições e descobertas científicas. É editor do portal Mundo & História e também coeditor da revista de contos Histórias Extraordinárias, da Editora Mundo.

Do passado ao futuro. Dos confins do universo às profundezas do mar. Mundo & História é um portal de notícias focado essencialmente em conteúdos de teor científico, curioso e histórico.