Mundo & História
Desastres naturais causaram prejuízos globais de 250 bilhões de dólares em 2023 | Mundo & História
Pixabay/WikiImages

Desastres naturais causaram prejuízos globais de 250 bilhões de dólares em 2023

Dados são da resseguradora alemã Munich Re, que divulgou relatório com os desastres naturais mais devastadores de 2023.

Desastres naturais causaram prejuízos globais de cerca de US$ 250 bilhões em 2023, disse a resseguradora alemã Munich Re na última semana em seu relatório anual.

As tempestades na América do Norte e na Europa foram “mais destrutivas do que nunca”, de acordo com o relatório. Somente na América do Norte, ativos no valor de cerca de US$ 66 bilhões (aproximadamente R$ 320 bilhões) foram destruídos por tempestades, enquanto na Europa os danos causados por tempestades somaram US$ 10 bilhões (cerca de R$ 48 bilhões).

“O aquecimento da Terra que vem se acelerando há alguns anos está intensificando o clima extremo em muitas regiões, levando ao aumento do potencial de prejuízos”, disse Ernst Rauch, cientista-chefe de clima da Munich Re.

Extremos climáticos

Na Alemanha, 2023 foi o ano mais quente desde que as medições começaram em 1881, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional (DWD). Em contraste com os anos anteriores, que foram frequentemente caracterizados por secas e ondas de calor, 2023 teve condições predominantemente quentes e úmidas, com altos níveis de precipitação.

Leia também: O maior iceberg do mundo está se movendo

“As mudanças climáticas continuam sem controle”, avaliou Tobias Fuchs, chefe da área de negócios de clima e meio ambiente do DWD, ao apresentar os números. “Devemos intensificar os esforços para proteger o clima e aprender a nos adaptar aos danos causados por extremos climáticos.”

Os desastres naturais mais devastadores

Os desastres naturais mais devastadores em 2023 foram os terremotos no sudeste da Turquia e na Síria em fevereiro. A Munich Re observou que, com 58 mil pessoas mortas e prejuízoss totais de cerca de US$ 50 bilhões (aproximadamente R$ 242 bilhões), foi também o desastre natural mais caro do ano.

O número de mortes causadas por desastres naturais no ano passado subiu para 74 mil. “Uma série de terremotos devastadores levou a desastres humanitários”, enfatizou a Munich Re. Cerca de 63 mil pessoas “perderam a vida como resultado de tais desastres geofísicos em 2023 – mais do que em qualquer momento desde 2010”.

Leia também: Aquecimento global quebrou vários recordes em 2023

“Dados abrangentes e conhecimento aprofundado das mudanças nos riscos continuam sendo fatores-chave (…) para proteger as pessoas contra desastres naturais”, enfatizou Thomas Blunck, membro do conselho de administração da Munich Re.

O relatório anual de 2023 da resseguradora pode ser acessado aqui.

Da agência de notícias Xinhua.

Mundo & História está no Instagram, WhatsApp, X, Facebook, Telegram e Google Notícias. Não deixe de nos acompanhar por lá!

Mario Cavalcanti

Jornalista pioneiro no campo da internet brasileira, Mario Cavalcanti começou a trabalhar com conteúdo online em 1996, tendo passado por portais de destaque como Cadê?, StarMedia Brasil, iBest, Globo.com e Click21. Gosta de assuntos como mistérios, criptozoologia, expedições e descobertas científicas. É editor do portal Mundo & História e também coeditor da revista de contos Histórias Extraordinárias, da Editora Mundo.

Do passado ao futuro. Dos confins do universo às profundezas do mar. Mundo & História é um portal de notícias focado essencialmente em conteúdos de teor científico, curioso e histórico.