Mundo & História
Esta ave está sendo levada à extinção por mosquitos | Mundo & História
Crédito: San Diego Zoo Wildlife Alliance.

Esta ave está sendo levada à extinção por mosquitos

Cientistas estão correndo contra o tempo para salvar a espécie, que só tem cinco exemplares restantes na natureza.

O ‘akikiki, uma pequena ave nativa do Havaí, está à beira da extinção devido à ameaça de mosquitos portadores de malária. Com apenas cinco aves restantes na natureza, os conservacionistas estão trabalhando para construir uma população e proteger a espécie em centros de conservação de aves nas ilhas de Kaua’i e Maui.

O aumento das temperaturas causado pelas mudanças climáticas permitiu que mosquitos não nativos alcançassem as montanhas frescas de Kaua’i, onde o ‘akikiki vive. Os mosquitos transmitem a malária aviária, que é fatal para as aves.

Estratégias para erradicar os mosquitos

Esforços para controlar e erradicar mosquitos invasivos, como o uso de mosquitos machos infectados com a bactéria Wolbachia, estão sendo explorados para reduzir o impacto nas aves da floresta.

O Departamento de Terras e Recursos Naturais do Havaí está atualmente aguardando aprovação de reguladores para implementar tal técnica de uso de mosquitos machos, chamada de “técnica de inseto incompatível” (IIT, na sigla em inglês), a qual provoca ovos e descendentes não viáveis quando se acasalam com fêmeas selvagens.

Esta ave está sendo levada à extinção por mosquitos | Mundo & História
Crédito: San Diego Zoo Wildlife Alliance.

Esse processo pode ajudar a reduzir a probabilidade de aves da floresta serem afetadas pela malária aviária, a qual é transmitida apenas por mosquitos fêmeas. No entanto, até que isso aconteça, o foco deve ser no crescimento das populações e na manutenção de uma variedade genética estável.

Populações da ave despencaram nos últimos anos

O governo dos Estados Unidos se comprometeu em contribuir com 16 milhões de doláres para evitar a extinção das aves da floresta do Havaí e expandir os programas de cuidados em cativeiro. Os esforços de resgate concentram-se na coleta e incubação de ovos não chocados de ‘akikiki, com o objetivo de liberá-los de volta ao habitat nativo assim que a ameaça de malária aviária for erradicada.

Leia também: Mata Atlântica tem maior número de espécies ameaçadas

Hannah Bailey, gerente de cuidados com a vida selvagem do Programa de Conservação de Aves em Perigo da Floresta do Havaí para a San Diego Zoo Wildlife Alliance, os insetos estão subindo em altitude cada vez mais. “As populações basicamente despencaram ao longo dos últimos 15 a 20 anos, à medida que o clima mudou e os mosquitos estão subindo cada vez mais em altitude”, diz.

De acordo com Bailey, sem resistência a doenças transmitidas por mosquitos, as aves estão sendo vítimas da malária aviária, que “é quase sempre fatal para a maioria dos jovens adultos”, explica.

Com informações da CNN e da San Diego Zoo Wildlife Alliance.

Mundo & História está no Instagram, WhatsApp, X, Facebook, Telegram e Google Notícias. Não deixe de nos acompanhar por lá!

Mario Cavalcanti

Jornalista pioneiro no campo da internet brasileira, Mario Cavalcanti começou a trabalhar com conteúdo online em 1996, tendo passado por portais de destaque como Cadê?, StarMedia Brasil, iBest, Globo.com e Click21. Gosta de assuntos como mistérios, criptozoologia, expedições e descobertas científicas. É editor do portal Mundo & História e também coeditor da revista de contos Histórias Extraordinárias, da Editora Mundo.

Do passado ao futuro. Dos confins do universo às profundezas do mar. Mundo & História é um portal de notícias focado essencialmente em conteúdos de teor científico, curioso e histórico.