Mundo & História
China lança espaçonave de carga Tianzhou-7 com sucesso | Mundo & História
(Xinhua/Liu Jinhai)

China lança espaçonave de carga Tianzhou-7 com sucesso

Missão irá entregar suprimentos na estação espacial Tiangong; a bordo da Tianzhou-7 estão desde frutas frescas a experimentos científicos.

A China lançou na noite de quarta-feira (17) a espaçonave de carga Tianzhou-7 para entregar suprimentos para a estação espacial Tiangong. A informação é da Agência Espacial Tripulada da China (CMSA, em inglês).

O foguete Longa Marcha-7 Y8, transportando a Tianzhou-7, decolou às 11h27 (horário de Brasília) do centro de lançamento de espaçonaves Wenchang, na província insular de Hainan, no sul do país.

Após cerca de 10 minutos, a Tianzhou-7 se separou do foguete e entrou em sua órbita designada. Seus painéis solares logo se desdobraram. A agência declarou o lançamento um sucesso.

Tianzhou-7 e dados da missão

O lançamento de quarta-feira é a primeira missão do projeto espacial tripulado da China este ano. É também a 507ª missão da série de foguetes Longa Marcha. A missão é o sexto voo do sistema de entrega de carga da estação espacial, composto pela nave de carga Tianzhou e pelo foguete transportador Longa Marcha-7.

A nave de carga e o veículo de lançamento foram respectivamente desenvolvidos pela Academia de Tecnologia Espacial da China (CAST, em inglês) e pela Academia Chinesa de Tecnologia de Veículos de Lançamento, ambas afiliadas à China Aerospace Science and Technology Corporation.

A Tianzhou-7 levou cerca de três horas para o encontro e o acoplamento com a estação espacial. As missões anteriores da Tianzhou levavam regularmente cerca de 6,5 horas entre encontro e atracação. A exceção foi a missão Tianzhou-5, que durou apenas cerca de duas horas.

A espaçonave adotou um novo modo de encontro e acoplamento ainda a ser verificado em órbita, o que deve garantir um melhor desempenho aos sistemas de orientação, navegação e controle da espaçonave, de acordo com Li Zhiyong, pesquisador da CAST.

Leia também: Sonda lunar chinesa Chang-e’6 deve ser lançada no primeiro semestre de 2024

A Tianzhou-7 é a sétima nave de carga desenvolvida pela CAST. “Como uma embarcação de carga totalmente selada e aprimorada, ela tem a maior capacidade de transporte de carga, a maior eficiência de entrega de carga e a capacidade de suporte em órbita mais completa do mundo”, disse Li.

Itens que a espaçonave carrega

A nave de carga carrega mais de 260 itens de suprimentos, incluindo aqueles para o sistema de astronautas, sistema da estação espacial, tarefas de aplicação e sistema de espaçonave de carga, bem como outros bens de engenharia, com uma variedade de itens de carga e de grande porte. O peso total dos materiais a bordo atingiu cerca de 5,6 toneladas.

Pacotes de carga personalizados para cargas úteis de experimentos e outros bens de grande escala, cada um pesando mais de 100 quilos, serão utilizados na operação da estação espacial, em experimentos de ciência espacial e no suporte à vida de astronautas.

A Tianzhou-7 também enviou 2.400 quilos de suprimentos para os astronautas, incluindo produtos do Ano Novo Lunar e frutas e vegetais frescos. O design das embalagens foi otimizado para garantir maior tempo de armazenamento e frescor.

O sistema de aplicação carregou a Tianzhou-7 com um total de 61 itens pesando 473 quilos, incluindo cargas úteis de experimentos, unidades de experimentos e amostras, itens consumíveis e peças de reposição para apoiar experimentos espaciais contínuos, de acordo com Liu Wei, pesquisador do Centro de Tecnologia e Engenharia para Utilização Espacial da Academia Chinesa de Ciências.

Leia também: Primeiro avião elétrico chinês completa voo de teste com sucesso

Os itens também contêm um conjunto de dispositivos de suporte à vida para manter as amostras de células em boas condições durante esta missão e um conjunto de chips microfluídicos com a temperatura mantida em 4 graus Celsius, disse Liu.

Esses itens serão transferidos para a instalação de experimentos da estação espacial para realizar um total de 33 experimentos científicos, como o efeito da microgravidade espacial em células ósseas humanas, o transporte de fluido propelente e a estabilidade sob gravidade variável e o crescimento de nanometais preciosos em solução sob microgravidade. Os experimentos abrangem campos como ciência da vida espacial, ciência de materiais espaciais, física de fluidos de microgravidade e ciência da combustão, acrescentou Liu.

De acordo com o plano, a China lançará a espaçonave de carga Tianzhou-8 do centro de lançamento de espaçonaves Wenchang ainda este ano. O lugar é o quarto local de lançamento do país e o único à beira-mar.

Da agência de notícias Xinhua.

Mundo & História está no Instagram, WhatsApp, X, Facebook, Telegram e Google Notícias. Não deixe de nos acompanhar por lá!

Mario Cavalcanti

Jornalista pioneiro no campo da internet brasileira, Mario Cavalcanti começou a trabalhar com conteúdo online em 1996, tendo passado por portais de destaque como Cadê?, StarMedia Brasil, iBest, Globo.com e Click21. Gosta de assuntos como mistérios, criptozoologia, expedições e descobertas científicas. É editor do portal Mundo & História e também coeditor da revista de contos Histórias Extraordinárias, da Editora Mundo.

Do passado ao futuro. Dos confins do universo às profundezas do mar. Mundo & História é um portal de notícias focado essencialmente em conteúdos de teor científico, curioso e histórico.