Mundo & História
Tesouro enterrado com moedas romanas raras é encontrado na Itália | Mundo & História
Alberto Cecio / Soprintendenza Arqueologia

Tesouro enterrado com moedas romanas raras é encontrado na Itália

Foram encontradas cerca de 175 moedas. Segundo grupo de pesquisadores, este um dos poucos tesouros de moedas antigas achados intactos.

Em novembro de 2021, um membro do Grupo Arqueológico Paleontológico de Livorno, na Itália, avistou algumas moedas brilhantes na terra enquanto caminhava em uma floresta local. Após uma inspeção mais detalhada, pesquisadores concluíram que o achado incluía 175 denários romanos de prata, quase todos em boas condições. Segundo o grupo, é um dos poucos tesouros de moedas antigas encontrados intactos.

A descoberta trouxe também uma série de questionamentos: a quem pertencia o tesouro? Por que havia sido enterrado? E por que não retornaram para buscar o achado?

Leia também: Arqueólogos encontram estátua e santuário em forma de esfinge no Egito

O grupo, em conjunto com a arqueóloga oficial das províncias de Pisa e Livorno, Lorella Alderighi, passou mais de um ano analisando, medindo, pesando e documentando as moedas. Agora, os pesquisadores acham que têm algumas respostas.

“Este tesouro é sobre a vida de uma pessoa, as economias da vida de um soldado e suas esperanças de construir sua fazenda”, disse Alderighi. “No entanto, também conta uma história triste: o dono das moedas morreu antes que ele pudesse realizar seus sonhos usando suas economias. As moedas contam sua história”, analisa.

Tentando entender o passado das moedas

De acordo com Alderighi, é impossível descobrir exatamente quem enterrou as moedas, mas elas seriam provavelmente o tesouro de um ex-soldado que serviu durante a Guerra Social de Roma de 91 a 88 a.C e durante a guerra civil entre Sulla e os marianos de 83 a 82 a.C. Durante o período, 175 denários seriam o salário de um soldado por cerca de um ano e meio.

As moedas estavam em um vaso de terracota, que serviu como um cofrinho. As mais antigas datam de 157 ou 156 a.C, e as mais recentes de 83 ou 82 a.C, segundo comunicado do grupo arqueológico. “É um dos poucos tesouros de moedas antigas encontrados intactos e fornece muitas informações numismáticas, históricas e sociais”, conta a arqueóloga.

Como estavam enterradas, as moedas foram bem preservadas, com apenas duas unidades apresentando fraturas. Mesmo assim, estas podem ser remontadas, segundo o grupo. O tesouro encontrado, que, segundo os pesquisadores, tem um valor estimado de mais de R$ 130 mil, estará em breve em uma exposição no Museu de História Natural do Mediterrâneo em Livorno, de 5 de maio a 2 de julho.

Via CNN.

Mundo & História está no Instagram, WhatsApp, X, Facebook, Telegram e Google Notícias. Não deixe de nos acompanhar por lá!

Mario Cavalcanti

Jornalista pioneiro no campo da internet brasileira, Mario Cavalcanti começou a trabalhar com conteúdo online em 1996, tendo passado por portais de destaque como Cadê?, StarMedia Brasil, iBest, Globo.com e Click21. Gosta de assuntos como mistérios, criptozoologia, expedições e descobertas científicas. É editor do portal Mundo & História e também coeditor da revista de contos Histórias Extraordinárias, da Editora Mundo.

Do passado ao futuro. Dos confins do universo às profundezas do mar. Mundo & História é um portal de notícias focado essencialmente em conteúdos de teor científico, curioso e histórico.