Mundo & História
Sentir Mundo: exposição imersiva mostra habitat e vida de insetos | Mundo & História
Divulgação

Sentir Mundo: exposição imersiva apresenta habitat e vida de insetos

Mostra multissensorial no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, terá insetário e atrações com estímulos olfativos, táteis, visuais e sonoros.

Como será que as formigas enxergam o mundo? E os insetos voadores? Já imaginou como é a perspectiva de cada um deles? Essas sensações poderão ser experimentadas na na exposição “Sentir Mundo – Uma Jornada Imersiva”, que abre para os visitantes na terça-feira, 30 de janeiro, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

A programação – um recorte do projeto idealizado e desenvolvido pelo Sensory Odyssey Studio, em coprodução com o Muséum National d’Histoire Naturelleleva os espectadores a passearem por três áreas temáticas: no dossel da floresta, por dentro do solo e a dança dos insetos, através de projeções em alta definição, sons característicos e estímulos olfativos.

“A primeira exposição temporária de 2024 joga luz sobre a coexistência das espécies e a interdependência da humanidade com a natureza. “Sentir Mundo” coloca os visitantes em diferentes perspectivas e no habitat de outras espécies, propondo um mergulho na rede de interação entre elas. A mostra também levanta questões de preservação ambiental, que dialoga com toda programação do Museu e reforça a importância do tema e de se pensar em soluções. Tenho certeza que a exposição é um ótimo programa para todas as idades”, explica João Falcão, diretor-geral do Museu do Amanhã.

Cheiros desenvolvidos especialmente para a exposição

Ao entrar em “Sentir Mundo”, o público dará um salto para o inesperado e poderá usar a curiosidade como uma bússola para explorar as características da floresta, do solo e da vida dos insetos. Os visitantes serão surpreendidos por cheiros desenvolvidos especialmente para a mostra, inspirados no ambiente natural, de acordo com o ecossistema que estiverem visitando. Na área do dossel das florestas – que é a cobertura formada pelas copas das árvores – por exemplo, será possível se sentir no topo das árvores. O que aguarda na sequência é um passeio lado a lado a microrganismos responsáveis pela vida subterrânea, onde será possível ouvir barulhos de formigas, insetos carregando folhas e sentir o cheiro de terra molhada.

A obra seguinte adiciona um superzoom às imagens de insetos, para que o público possa ver bem de perto como eles vivem e imaginar como são variadas as percepções que seres tão fascinantes têm de cada ambiente. O cheiro floral e o barulho de zumbidos completam a experiência. O trajeto final prepara os visitantes para uma volta ao dia a dia mais atentos e conscientes em relação aos diversos estímulos sensoriais que nos cercam e à importância da preservação da biodiversidade.

Insetários apresentam espécies que fazem parte da mostra

Além da parceria com o Sensory Odyssey Studio, a exposição “Sentir Mundo – Uma Jornada Imersiva” conta com um conteúdo exclusivo produzido pelo Museu Nacional. Os pesquisadores desenvolveram três insetários (caixas com diferentes espécies de insetos) para apresentar as espécies que fazem parte dos ecossistemas presentes na mostra. O material estará presente em um painel com textos explicativos e imagens logo após a saída do espaço imersivo.

Leia também: Tutankamon: exposição imersiva em SP explora o Egito Antigo

A exposição já passou por Paris e Singapura e recebeu mais de 375 mil visitantes desde a sua inauguração, em 2021. No Rio de Janeiro, a exposição é apresentada pela Livelo, com o apoio da IFF e realização do Museu do Amanhã. E conta também com parceria de conteúdo do Museu Nacional e ESDI.

Serviço

Exposição Sentir Mundo – Uma jornada imersiva
Quando: de 30 de janeiro a 2 de junho de 2024
Endereço: Praça Mauá, 1 – Centro – Rio de Janeiro
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h (com última entrada às 17h). Às terças-feiras a entrada é gratuita. Nos demais dias, os ingressos custam R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia-entrada.

Mundo & História está no Instagram, WhatsApp, X, Facebook, Telegram e Google Notícias. Não deixe de nos acompanhar por lá!

Mario Cavalcanti

Jornalista pioneiro no campo da internet brasileira, Mario Cavalcanti começou a trabalhar com conteúdo online em 1996, tendo passado por portais de destaque como Cadê?, StarMedia Brasil, iBest, Globo.com e Click21. Gosta de assuntos como mistérios, criptozoologia, expedições e descobertas científicas. É editor do portal Mundo & História e também coeditor da revista de contos Histórias Extraordinárias, da Editora Mundo.

Do passado ao futuro. Dos confins do universo às profundezas do mar. Mundo & História é um portal de notícias focado essencialmente em conteúdos de teor científico, curioso e histórico.